Um portal sobre o desenvolvimento de
sites e aplicações multi linguagem

 

Estudo de caso

Petrobras

Embraer

Vale do Rio Doce

Petrobras

  • Imprimir
  • Diminuir fonte
  • Tamanho original
  • Aumentar fonte

Nessa análise avaliamos o site www.petrobras.com.br.

O site da Petrobras aparentemente utiliza uma combinação entre as alternativas de cópia e utilização de gerenciador de conteúdo. Um forte indicativo da utilização da estratégia de cópia pode ser vista em alguns links apresentados na página inicial do site:

Sobre a empresa:

http://www2.petrobras.com.br/portugues/ads/ads_Petrobras.html
http://www2.petrobras.com.br/ingles/ads/ads_Petrobras.html
http://www2.petrobras.com.br/espanhol/ads/ads_Petrobras.html

Seção cultura:

http://www2.petrobras.com.br/portugues/ads/ads_Cultura.html
http://www2.petrobras.com.br/ingles/ads/ads_Cultura.html
http://www2.petrobras.com.br/espanhol/ads/ads_Cultura.html

Seção tecnologia:

http://www2.petrobras.com.br/portugues/ads/ads_Tecnologia.html
http://www2.petrobras.com.br/ingles/ads/ads_Tecnologia.html
http://www2.petrobras.com.br/espanhol/ads/ads_Tecnologia.html


Vemos que ao mudarmos de idioma dentro de alguma seção somos imediatamente direcionados para o conteúdo da seção no idioma selecionado. Esse também é um indicativo de utilização da estratégia de cópia, visto que a hierarquia (aparente) de pastas e os nomes dos arquivos são mantidos.

A seção de notícias, no domínio www.agenciapetrobrasdenoticias.com.br, utiliza a estratégia de gerenciamento de conteúdo, porém não utiliza uma estratégia de gerenciamento de conteúdo multi-linguagem. Como é possível identificar isso? Simples. Podemos identificar que a mesma
notícia disponibilizada em diferentes idiomas apresenta ids (códigos identificadores) diferentes. Isso indica que foi cadastrada uma notícia diferente para cada idioma, ao invés de se ter uma única notícia que está disponível nos diversos idiomas. Isso impossibilita que o usuário seja mantido na mesma seção e notícia ao mudar de idioma. No caso o usuário é direcionado para a raiz da seção.

Veja a mesma notícia nos três idiomas disponibilizados:

www.ag...noticias.com.br/materia.asp?id_editoria=10&id_noticia=4753
www.ag...noticias.com.br/en_materia.asp?id_editoria=10&id_noticia=4755
www.ag...noticias.com.br/es_materia.asp?id_editoria=10&id_noticia=4756

Um outra observação precisa ser feita. Veja que para cada idioma o site utiliza um arquivo diferente. Tais arquivos contêm os códigos de programação responsáveis pela exibição do conteúdo. A não ser que se utilize um esquema de includes, qualquer modificação em um arquivo precisará ser reproduzida nos outros arquivos.

Vejamos alguns problemas encontrados:

Conteúdo não localizado:

estudo de caso site petrobras

Urls não localizadas:

Culture: http://www2.petrobras.com.br/ingles/ads/ads_Cultura.html
Sport: http://www2.petrobras.com.br/ingles/ads/ads_Esporte.html
Technology: http://www2.petrobras.com.br/ingles/ads/ads_Tecnologia.html

Metadados incorretos (language) ou inexistentes:

site petrobras metadados incorretos


No decorrer da nossa análise identificamos um link para um novo site da petrobras: www.petrobras.com.

Esse site utiliza uma estratégia de gerenciamento de conteúdo multi-linguagem. Provavelmente o site original está sendo mantido até que todo o site seja migrado para o novo sistema de gerenciamento. Apesar de usar um gerenciamento multi-linguagem o novo site ainda apresenta urls não localizadas e também não amigáveis:

www.petrobras.com/.../dptcm?_nfpb=true&_pageLabel=petr_com_pesq_desenv

Certamente essa reestruturação no sistema de gerenciamento do site decorre da imensa complexidade e custo de se manter o site com o esquema atual, além da dificuldade para disponibilizar o site em novos idiomas.
 

 

Deixe seu comentário:

Nome  

E-mail    

Website  

Comentário  

Digite o código mostrado acima: